quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Kaká: uma outra opinião

Recebi uma resposta muito interessante de um amigo sobre o Kaká e achei que poderia ser postada. O autor do texto é Fábio Lavezo.

"Passei mais de 20 anos ouvindo sobre "o mundo". Não se deixe influenciar pelo mundo. Não vos conformeis com este mundo. Isso ou aquilo é do mundo, etc etc etc.

Hoje, já vejo esses dois planetas bastante próximos em seus conceitos e práticas. A integridade, o altruísmo, a preservação da vida, enfim, a Sustentabilidade invocada por muitos não difere muito dos princípios bíblicos.

Contudo, para nós cristãos, essas atitudes são apenas reflexo de nossas convicções, frutos de nossa fé.

Retomo, assim, o post questionador da inocência de evangélicos famosos. O que se espera deles não é menos do que dos incrédulos; e dizimar em igreja corrupta é como comprar mercadoria cuja produção envolve mão de obra infantil.

É verdade que nem sempre é possível conhecer todo o processo, mas não se podem ignorar as manchetes ou o bom senso. Por isso, eu vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus. (Mt 5:20)Será severamente castigado por se recusar a cumprir a sua obrigação, ainda que sabendo bem qual era. (...) A quem muito se dá muito se exige, pois a sua responsabilidade é maior. (Lc 12:47-48)

Caso inocentes de fato, a promessa de Deus é confortante: Não prosperará nenhuma arma forjada contra ti; e toda língua que se levantar contra ti em juízo, tu a condenarás; esta é a herança dos servos do Senhor, e a sua justificação que de mim procede, diz o Senhor. (Is 54:17)

Ora, porém, se os frutos têm sido podres, a fé que os origina está ditorcida. E neste espaço eu poderia discorrer sobre n teologias furadas; mas prefiro terminar com o apelo à busca pela teologia da verdade. Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o Senhor... (Jr 29:13-14)"

*Fábio Lavezo é um grande amigo. É também estudante de Administração de Empresas na FAAP e presidente da UMP (mocidade) da Igreja Presbiteriana do Centnário, com mandato até o final de 2008. Posso testemunhar que nos dois últimos anos sua vida tem sido grande bênção para sua família e igrejas do Centenário e de Alphaville.

2 comentários:

Carolina Teixeira disse...

Sinceramente ainda sou receosa para comentar a respeito...

Nany disse...

Gostei muito da opinião do Fábio... não tinha pensado neste fato dessa maneira...
O que mais me intriga nisso tudo é como as pessoas ainda se submetem à essas lideranças "espirituais"...